Desodorantes antitranspirantes podem causar mau hálito?

saudebucaldesodorante

Inibição das glândulas sudoríparas pode fazer com que o odor das axilas seja reabsorvido pelo corpo e eliminado pelos pulmões.

Desde muito cedo nos ensinam que alguns rituais de higiene pessoal não podem ser esquecidos ou renegados para que nossa saúde e a convivência social fiquem em paz. Usar desodorantes antitranspirantes nas axilas é um deles. Mas e se eu te disser que essa prática contra o mau cheiro do suor pode causar outro odor desagradável: o mau hálito?

Pois é, intrigados com isso fomos atrás de respostas e logo no começo já ficamos um pouco preocupados, pois descobrimos que as glândulas sudoríparas, responsáveis pelo suor, e as salivares estão coligadas. “Elas pertencem ao mesmo grupo orgânico de glândulas excretoras, o sistema exócrino, que ainda incluem as glândulas mamárias, sebáceas e lacrimais”, diz Cláudia Christianne Gobor, cirurgiã-dentista e membro da Associação Brasileira de Halitose (ABHA).

Mas depois de um tempo de conversa, a coisa ficou mais clara. A verdade é que não existe explicação científica que comprove que o uso de desodorantes antitranspirantes causa mau hálito. Ufa!

Devemos ficar atentos a alguns produtos ou remédios de beleza que usamos porque alguns deles realmente podem causar a halitose.

“Mas alguns autores dizem que o uso de alguns desses produtos podem obstruir as glândulas sudoríparas que se encontram nas axilas e que desta forma, o odor que sairia por elas seria reabsorvido chegando à corrente sanguínea, podendo ser eliminado pelos pulmões durante o processo de expiração nasal e bucal, originando o mau hálito”, diz Cláudia.

Para a especialista, essa teoria faz pouco sentido, já que a maioria dos casos de halitose tem sua origem bucal. Segundo ela, se o uso desse tipo de desodorante causasse o problema, o mau odor seria sistêmico, já que seria exalado pela boca e também pelas narinas.

 

Outros produtos

Embora as explicações de Cláudia nos deixem mais tranquilos, ela ressalta que devemos ficar atentos a alguns produtos ou remédios de beleza que usamos, porque alguns deles realmente podem causar a halitose.

Quem quer ter a pele lisinha, mas sofre com muitas espinhas, deve tomar cuidado com algumas fórmulas. “A Isotretinoína, medicamento comumente usada no combate a espinhas, pode alterar o hálito já que sua ação é direta nas glândulas do sistema exócrino, podendo então, alterar a função das glândulas salivares levando a um maior ressecamento bucal”, diz a especialista.

 

Atletas, cuidado!

Alguns estudiosos relatam também que o uso de suplementos termogênicos, que aumentam a temperatura corporal, pode gerar o mau hálito, já que para reequilibrar a temperatura alterada por essa substância, o organismo aumenta a produção de suor.

“O suor em excesso faz o atleta perder muitos sais minerais e água, podendo causar desidratação, o que geraria também secura bucal e consequentemente descamação das células da mucosa da boca, aumentando a formação da saburra lingual e consequentemente a halitose”, diz Cláudia.

E pasmem, até algumas pastas de dentes e enxaguantes bucais podem causar mau hálito. “Algumas pastas que tem em sua composição Lauril Sulfato de Sódio (LSS) podem ajudar na formação de saburra pela descamação que podem provocar na mucosa oral, e consequentemente também aumentando a halitose. Enxaguantes bucais que têm sua base alcóolica também podem causar este ressecamento da mucosa oral, levando a uma maior descamação e consequentemente ao aumento do mau hálito”, diz a especialista.

 

Fonte: terra.com.br