Pesquisa apresenta composto de vidro bioativo para tratamento de cárie.

pesquisa-mostra-composto-de-vidro-bioativo-para-tratamento-da-carie-dentaria

 Uma pesquisa conduzida pelo Instituto de Odontologia da Universidade Queen Mary, em Londres, apresentou os primeiros dados sobre obturações dentárias que podem tratar ativamente a cárie. Os dados indicam que a reparação inteligente da cárie dentária prolonga a vida útil do compósito, reduzindo a necessidade de amálgamas à base de mercúrio.

Robert Hill, professor da cadeira de Ciências Físicas da instituição e diretor de pesquisa da Biomin Technologies, explica que enquanto as obturações dentárias correntes incluem materiais inertes, os dados do novo compósito de vidro bioativo mostra que interage de forma positiva com o organismo e providencia minerais para  substituir os perdidos devido à cárie dentária.

A pesquisa descreve como os novos compostos de vidro bioativo são únicos na capacidade de libertar flúor, bem como quantidades significativas de cálcio e fosfato que são necessárias para formar o mineral do dente.

O novo vidro bioativo também preenche as lacunas com dente mineral, evitando assim que as bactérias orais que causam a cárie dentária se estabeleçam. Segundo Richard Whatley, CEO da Biomin Technologies, que licenciou recentemente a tecnologia, a ideia é traduzir a tecnologia de remineralização desenvolvida com a pasta de dentes BioMinF®.

Há também uma enorme pressão para eliminar nas restaurações as amálgamas à base de mercúrio até 2020, conforme vários acordos internacionais. Usando este tipo de compósito de vidro bioativo para preencher cavidades elimina-se a necessidade de usar amálgama à base de mercúrio, garantindo mais estética e ajudando a curar o dente.

 

Fonte: Dental Press.